sábado
25 de Março de 2017 - 11:33
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Ceia da Silva: Autoestrada e ferrovia são “decisivas” para o setor do turismo
 
Destaque
Dados assustadores sobre a diabetes no Baixo Alentejo
 
AGENDA
Carlos Mendes atua em Mértola
semana
 
Virgem Suta têm novo álbum++
 
Câmara de Serpa adere à Hora do Planeta++
 
Detidos pela PJ em Beja ficam em prisão preventiva++
 
Odemira adere à Hora do Planeta++
 
Brinches vai ter jardim++
 
Ministro da Agricultura em Ourique++
 
PCP comemora 96.º aniversário++
 
Rotary Club de Beja promove palestra sobre olivais e azeite ++
 
Soldados-recruta no RI 1 juram bandeira em Faro++
 
Inauguração de obras em Gasparões ++
 
 
 
 
 
 
23-03-2017 15:40:59
 

Texto Paulo Barriga Fotos Rui Cambraia

VIAJANDO
São pouco mais de 40 os quilómetros que separam Sobral da Adiça de Serpa, a aldeia onde nasceu há 72 anos e a cidade onde hoje reside Carlos Melão Pestana. A direito, e com prudência, é trilho para se fazer em pouco mais de meia hora. Mas se em vez de se atalhar a viagem pela serra da Preguiça e se o fundo do caminho for o horizonte, a jornada pode   ler  ++  
 

 
08-03-2017 11:33:33
 

Texto Paulo Barriga Fotos Rui Cambraia

PROCURANDO
Choveu em outubro, como mandam os mandamentos do cogumelo, o ano vai de feição para quem os “procura” e “sabe procurar”. “Nem toda a gente tem o preceito”. Na Cabeça Gorda, Beja, o tempo é de silarcas (Amanitas ponderosa). Nos matos que circunscrevem a aldeia são às dezenas os garimpeiros destas pepitas que podem ser comercializadas a 20 euros o quilo. O campo, nesta altura, é um el dorado momentâneo onde   ler  ++  
 

 
28-02-2017 9:27:35
 

Texto Paulo Barriga Fotos Rui Cambraia

Dando
O sangue que lhe corre nas veias é do tipo O e do grupo negativo. “Os negativos são mais raros de encontrar do que os positivos”. Vitorino Horta está com 57 anos. Aposentou-se enquanto chefe da guarda dos serviços prisionais, no presídio de Beja, ao fim de 32 anos de serviço. “Lá dentro, sempre tive um comportamento responsável e de respeito pelo outro”. Apesar de “ainda sonhar de vez em quando   ler  ++  
 

 
17-02-2017 11:59:14
 

Texto Paulo Barriga Fotos Rui Cambraia

ADOTANDO
Tudo começou com o Jordão. “Quando chegou cá a casa tinha sete meses, era um pastor alemão lindo”. Ao fim de trinta e muitos anos em Lisboa, onde trabalhou como relações públicas na FIL, Mariana Mamede sentiu o chamamento da terra. Comprou uma casa em Ourique Gare e mudou-se de armas e bagagens, já lá vão 21 anos. “O meu marido não queria que metesse cães cá em casa, dizia que   ler  ++  
 

 
10-02-2017 9:44:41
 

Texto Paulo Barriga Fotos Rui Cambraia

Permanecendo
Francisca Fernandes nasceu em Barrancos há 51 anos. Nunca de lá quis abalar nem nunca de lá saiu por tempo superior àquele que é o admissível gastar nas férias. Ou em coisa que o valha. “Uma pessoa está habituada a ficar aqui”. Aliás, “ficar” parece ser o verbo que em Barrancos se conjuga não só em todas as pessoas, como por todas as pessoas. “Nós saímos, vamos onde temos de ir,   ler  ++  
 

 
03-02-2017 9:36:46
 

Texto Paulo Barriga Fotos Rui Cambraia

BRINCANDO
O projecionista ambulante quase nem necessitava de anunciar pela corneta do furgão a película da noite. “Naquela altura, era quase sempre a mesma”: José do Telhado. Era o momento mais aguardado pelos rapazes de São Martinho das Amoreiras, Odemira, que então se juntavam “em bando” para conferirem, uma e outra vez, as façanhas do improvável Robin dos Bosques português. “A malta delirava com aquilo”. E, nos dias que se seguiam à   ler  ++  
 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com