segunda-feira
20 de Fevereiro de 2017 - 15:25
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
“As mulheres têm de estar presentes na revolução tecnológica”
 
Destaque
Litoral luta contra prospeção de petróleo
 
AGENDA
Paulo Ribeiro apresenta novo álbum em Grândola
semana
 
Alqueva mostra-se em Paris ++
 
Executivo não divulga custo da RuralBeja, denuncia PS ++
 
Escola de Odemira volta a estar no pódio da reciclagem ++
 
Aprovada requalificação do Mercado Municipal de Serpa++
 
Moura assinala Semana do Idoso ++
 
Obras de Alqueva deixam estradas de Aljustrel em “estado calamitoso” ++
 
Lince ibérico Lítio regressa ao Vale do Guadiana ++
 
Encontros com a Dança em Mértola até novembro ++
 
Ordem dos Médicos de Beja debate A saúde e o interior” ++
 
Aljustrel prepara projeto “Cante à Mesa” ++
 
“Mar de Sines” vence prémio de “Melhor Filme Etnográfico” no Brasil++
 
Dia Europeu sem Carros em Aljustrel ++
 
“El País” e “Le Monde” rendidos a António Zambujo ++
 
Vinhos da costa alentejana envelhecidos no fundo do mar++
 
Documentário “Mar de Sines” mostra-se ao mundo ++
 
PS de castro acusa CDU de não querer baixar IRS no concelho++
 
Ana Moura atua em Sines no sábado++
 
José Cid e Marante nas festas de Beringel++
 
Associação alentejana Cultivamos Cultura representa Portugal na 1.ª Bienal de Design de Londres ++
 
Bejense António Vilhena será o único português em feira literária no Brasil++
 
 
 
 
 
 
17-02-2017 12:03:20
 

Amor nos tempos de frivolidade

Ana Paula Figueira Docente do ensino superior

No mês em que Donald Trump tomou posse como presidente dos Estados Unidos da América, quando há cada vez mais indicadores de que a Europa está fatalmente “cercada” por dentro, seria previsível que pudesse escrever sobre isso. Contudo – e perdoem-me os mais zelosos – não poderia deixar escapar “O romance improvável das eleições francesas”, título de um artigo da revista “Visão” on line, de 3   ler  ++  
 

 
17-02-2017 12:02:27
 
Da convulsão
à coesão


Mário Beja Santos Jurista

1 A civilização e a cultura, de finais do século XVIII até ao início da II Guerra Mundial, eram definidas por mercadorias, transportes marítimos céleres, a apologia do triunfo do trabalho; segue-se um ciclo em que a cornucópia dos consumos, a apologia das massas e a concretização do Estado de bem-estar se anunciaram pelos modelos da sedução, a passagem da representação política para a política da representação, dos ideais coletivos   ler  ++  
 

 
10-02-2017 9:48:12
 

Rui Cambraia Fotógrafo

A relação entre o cante alentejano e o flamenco é diplomática, e em certa medida só faz sentido estabelecê-la no âmbito de um festival de “músicas ibéricas”, em espetáculos distintos, localidades diferentes, ou então, mais concretamente, num contexto consular.
À margem das fundamentações historiográficas e antropológicas, o cante alentejano – tal como foi reconhecido pela Unesco enquanto Património Cultural Imaterial da Humanidade – é essencialmente um canto coral executado por grupos associativamente constituídos assente em   ler  ++  
 

 
10-02-2017 9:47:45
 
Luís Covas Lima Bancário

No passado dia 20 de janeiro compareci no aniversário das bodas de diamante do Moura Atlético Clube (MAC) a convite do seu presidente da assembleia geral e meu amigo, dr. Francisco Cravo. O festejo da efeméride foi marcado para o restaurante O Celeiro e contou com casa cheia. Fizeram-se representar sócios, adeptos, atletas, simpatizantes, amigos, órgãos sociais do MAC, Associação de Futebol de Beja, Federação Portuguesa de Futebol, Câmara Municipal de Moura e   ler  ++  
 

 
10-02-2017 9:47:19
 
Hugo Lança Doutor em Direito

Se a memória não me maltrata, foi Miguel Esteves Cardoso quem um dia afirmou gostar de políticos, estimá-los por ainda terem vontade e coragem para se candidatarem. E eu, em ano autárquico, quero aqui subscrevê-lo e tirar o meu barrete de campino em homenagem a quem ainda tem paciência para se apresentar! Confesso que só encontro uma boa razão para um tipo querer ser político e árbitro de futebol: um problema de   ler  ++  
 

 
03-02-2017 9:34:28
 
Manuel Camacho Engenheiro

Há dias no meu trajeto habitual para Beja, dei conta que algumas culturas estavam a ser regadas com pivôs em pleno inverno, o que significa que a humidade e retenção de água no solo é diminuta, logo, comprometedora para a normal germinação das plantas semeadas e plantadas. O ano de 2016 já foi um ano considerado de pouca pluviosidade e agora entrámos no atual com uma situação semelhante. Esta constatação provoca a recorrente discussão   ler  ++  
 

 
03-02-2017 9:34:05
 
 

 
27-01-2017 9:45:38
 
 

 
27-01-2017 9:44:48
 
 

 
27-01-2017 9:44:02
 
 

 
20-01-2017 9:58:08
 
 

 
20-01-2017 9:56:25
 
 

 
20-01-2017 9:56:05
 
 

 
20-01-2017 9:55:43
 
 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com