segunda-feira
20 de Fevereiro de 2017 - 15:26
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
“As mulheres têm de estar presentes na revolução tecnológica”
 
Destaque
Litoral luta contra prospeção de petróleo
 
AGENDA
Paulo Ribeiro apresenta novo álbum em Grândola
semana
 
Alqueva mostra-se em Paris ++
 
Executivo não divulga custo da RuralBeja, denuncia PS ++
 
Escola de Odemira volta a estar no pódio da reciclagem ++
 
Aprovada requalificação do Mercado Municipal de Serpa++
 
Moura assinala Semana do Idoso ++
 
Obras de Alqueva deixam estradas de Aljustrel em “estado calamitoso” ++
 
Lince ibérico Lítio regressa ao Vale do Guadiana ++
 
Encontros com a Dança em Mértola até novembro ++
 
Ordem dos Médicos de Beja debate A saúde e o interior” ++
 
Aljustrel prepara projeto “Cante à Mesa” ++
 
“Mar de Sines” vence prémio de “Melhor Filme Etnográfico” no Brasil++
 
Dia Europeu sem Carros em Aljustrel ++
 
“El País” e “Le Monde” rendidos a António Zambujo ++
 
Vinhos da costa alentejana envelhecidos no fundo do mar++
 
Documentário “Mar de Sines” mostra-se ao mundo ++
 
PS de castro acusa CDU de não querer baixar IRS no concelho++
 
Ana Moura atua em Sines no sábado++
 
José Cid e Marante nas festas de Beringel++
 
Associação alentejana Cultivamos Cultura representa Portugal na 1.ª Bienal de Design de Londres ++
 
Bejense António Vilhena será o único português em feira literária no Brasil++
 
 
 
 
 
 
17-02-2017 11:57:38
 

A prospeção e exploração de petróleo na costa alentejana acarretam riscos para o desenvolvimento da região, para o ambiente e para o futuro das suas populações, garante o movimento Alentejo Litoral pelo Ambiente (ALA), que no final do mês de janeiro exigiu a nulidade da licença do Governo que autoriza o consórcio petrolífero Eni-Galp a fazer um furo no mar a grande profundidade, localizado a 46,5 quilómetros da costa de Aljezur e a 88 de Sines.   ler  ++  
 

 
17-02-2017 11:51:30
 

A “mais masculina” das universidades portuguesas, o Instituto Superior Técnico, decidiu este ano outorgar um prémio de mérito a duas das suas alunas de excelência. Nesta primeira edição foi recompensado o valor da jovem engenheira biológica Inês Godet, que está a desenvolver na Universidade John Hopkins, nos EUA, investigação na área da quimioterapia oncológica. E foi distinguida a carreira da bejense Maria da Graça Carvalho, engenheira mecânica, duas vezes ministra da Ciência, relatora da agenda Horizonte   ler  ++  
 

 
10-02-2017 9:41:24
 

A Antena 1 juntou os números do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) com os dados do Instituto Nacional de Estatística e chegou à conclusão de que Barrancos é o concelho do País onde a taxa de desemprego é a mais elevada. Segundo este exercício, mais de 22 por cento da população ativa está, afinal, inativa. Uma situação “desesperante”, no dizer da vereadora para as políticas de emprego da autarquia local, mas que não é   ler  ++  
 

 
10-02-2017 9:34:02
 

Ainda mal refeito do jet lag, porque os 51 anos “já pesam”, Julio Ramírez está pronto para arregaçar as mangas de novo. Mais uma visita a Beja, 13 anos passados sobre a primeira. Para fazer nascer novos projetos com a Lendias d’Encantar, companhia de teatro “irmã” cá deste lado do oceano, e para um monólogo que vai apresentar, em março, no Festival de Teatro Internacional do Alentejo (FITA). De Cuba, onde dirige há 25 anos o   ler  ++  
 

 
03-02-2017 9:27:42
 

Depois de mais de quatro décadas encerrado, o forno comunitário da Ti Bia Gadelha, na antiga rua das Ferrarias, deverá reabrir em março, ficando disponível para a população cozer pão, bolos ou fazer assados. A intervenção, um projeto da Associação para a Defesa do Património Cultural da Região de Beja, atual proprietária do imóvel, está a ser feita com a colaboração da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Batista e da Câmara de   ler  ++  
 

 
03-02-2017 9:20:15
 

Não se sabe ao certo quantos serão os trabalhadores que se ocupam sazonalmente das tarefas agrícolas no regadio de Alqueva e nas estufas do litoral alentejano. Mas as operações de fiscalização levadas a cabo pelas entidades competentes deixam entender que se trata de largos milhares de pessoas e que, muitas delas, provenientes essencialmente do leste da Europa ou da península indostânica, estão a ser escravizadas ou a viver em condições desumanas. Carlos Graça, subdiretor da Unidade   ler  ++  
 

 
27-01-2017 9:57:19
 
 

 
27-01-2017 9:54:20
 
 

 
20-01-2017 10:32:06
 
 

 
20-01-2017 9:46:58
 
 

 
13-01-2017 9:45:59
 
 

 
13-01-2017 9:43:25
 
 

 
06-01-2017 9:37:22
 
 

 
06-01-2017 9:34:25