sábado
16 de Dezembro de 2017 - 20:48
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Bonecos de Estremoz são património da Unesco
 
Destaque
Jorge Freitas Branco: estudioso das culturas populares contemporâneas
 
AGENDA
Conservatório Regional do Baixo Alentejo celebra 20 anos
semana
 
Almoço de Natal para idosos e pensionistas de Aljustrel ++
 
Uma tonelada de azeitona apreendida em Baleizão ++
 
Projetos Volta de Apoio ao Emprego apresentados em Beja++
 
ACOS e Cebal finalistas de prémio do Crédito Agrícola++
 
castro Verde promove venda de natal com produtos a preços acessíveis++
 
Feira do Sótão e Artesanato em Serpa++
 
Trabalhadores da Somincor marcam terceira greve do ano++
 
Mértola aprova Plano Municipal Defesa da Floresta Contra Incêndios++
 
Conselho consultivo de Vidigueira++
 
Vidigueira promove atividades nas férias de Natal++
 
Ceia Solidária da Cruz Vermelha++
 
“Cantes de Natal do Alentejo” na Basílica de castro Verde++
 
 
 
 
 
 
15-12-2017 10:27:12
 

Iniciou-se no estudo da guitarra e do canto aos 15 anos. Mais tarde formou um grupo de música portuguesa que atuou em várias salas de espetáculos do Alentejo. Foi estudar para Santarém, em 2010, e dois anos depois integrou o grupo Vozes de Lata, como guitarrista e vocalista, tendo chegado a participar, em 2013, no festival Caixa Alfama, em Lisboa e, em 2013 e 2014, na Festa do Avante!. Em 2015 fundou, em conjunto com João   ler  ++  
 

 
07-12-2017 10:47:13
 

Fernanda Mira Barros 50 anos, natural de Lisboa



Nasceu em Lisboa por puro acaso, já que os pais viviam em Beja e foi nesta cidade que estudou, no antigo Liceu, até ir para a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Licenciou-se em Germanísticas e fez o mestrado em Literatura Inglesa e Norte--americana. Com 23 anos, deu aulas de inglês num colégio, mas, como disse em outra entrevista, criou o seu “próprio desemprego”. Para resolver a situação   ler  ++  
 

 
30-11-2017 11:07:39
 

Luís Miguel Ricardo 44 anos, natural de Ferreira do Alentejo

É licenciado em Filosofia da Cultura, pós-graduado em Ciências Criminais e mestre em Ciências da Educação. É presidente da Assesta – Associação de Escritores do Alentejo, membro da direção do Centro de Paralisia Cerebral de Beja e assina crónicas na comunicação social. Tem publicado as obras Contos Assesta (coautoria 2015), Stories do Alentejo (coautoria 2013), Contos do Caneco (coautoria 2013), Heróis à Moda da Bola (2012), Verão   ler  ++  
 

 
24-11-2017 10:10:32
 

Miguel Elias (Nuno Ega) 53 anos, natural de Mértola

Nasceu em Mértola e aí viveu até aos sete anos. Diz que “esta será sempre a minha terra”. Viveu em Beja até aos 19 anos. Estudou em Évora e Lisboa. É professor na Universidade de Évora, cidade onde vive. Escreve poemas desde os 11 anos.

Nuno Ega, pseudónimo literário de Miguel Elias, apresentou ao público, no final da semana passada, na Câmara Municipal de Évora, o livro intitulado a   ler  ++  
 

 
17-11-2017 9:36:52
 

José Baganha 57 anos, natural de Coimbra

Estudou Arquitetura na Escola Superior de Belas Artes do Porto e na Universidade Técnica de Lisboa e é doutorado pela Universidade do País Basco. Em 1991 fundou o seu próprio ateliê. Foi professor nas faculdades de Arquitetura de Viseu e de Sintra e na Universidade Católica. Cofundou o Council for European Urbanism e é membro do Colégio de Património Arquitetónico da Ordem dos Arquitetos. É, em todo caso, na continuação   ler  ++  
 

 
10-11-2017 9:52:17
 


É licenciado em Antropologia Social pelo Iscte e doutorado pela Universidade do Minho, instituição onde leciona e dirige o departamento de Sociologia do Instituto de Ciências Sociais, e é investigador no Centro em Rede de Investigação em Antropologia. O seu trabalho tem-se centrado no período do Estado Novo e a identidade nacional. Venceu o Prémio Nacional do Conto Manuel da Fonseca, o que lhe permitiu ver, pela primeira vez, uma obra sua editada em livro.

“A escrita   ler  ++  
 

 
02-11-2017 15:37:30
 

Fernando Fitas 59 anos, natural de Campo Maior

Jornalista, poeta maltês e cidadão “permanentemente intranquilo”, trabalhou em vários jornais de âmbito nacional e regional. Colaborou ainda em diversos periódicos regionais, de norte a sul do País, entre eles o “Diário do Alentejo” (no suplemento literário “Eixo Ribaldeixo”). No domínio da poesia tem várias obras distinguidas com prémios literários. Tem poemas cantados por alguns intérpretes da canção portuguesa como Chiquita e Luísa Basto.

Escrevo um Verso na Água   ler  ++  
 

 
30-10-2017 9:28:54