quarta-feira
26 de Julho de 2017 - 07:27
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
As alterações climáticas provocadas pelas atividades humanas estão a matar a floresta de sobro e de azinho
 
Destaque
Saíram do País rural para África para defender a nação. No regresso não traziam só saudades. Com eles vinha “uma coisa” que só descobriram muitos anos depois: stresse pós-traumático
 
AGENDA
Museu da Ruralidade celebra seis anos
semana
 
Alqueva adota medidas contra a seca ++
 
ACT promove seminário em Beja ++
 
Festa de Santa Maria na Amareleja ++
 
Sines recebe ação contra prospeção e exploração de petróleo e gás++
 
Morreu Guilhermino Ramos ++
 
Um morto em despiste em Aljustrel++
 
Obras na praça da República em Beja ++
 
União de freguesias de Moura e Santo Amador oferece livros de fichas++
 
Intervenção Precoce na Infância em Moura++
 
EMAS promove ações para os centros de atividades de tempos livres ++
 
Feira anual de setembro, em Moura, realiza-se entre os dias 8 e 10 ++
 
Aldeia de São Domingos recuperada ++
 
 
 
 
 
Faleceu João Honrado, militante comunista e antifascista (notícia atualizada)
 
22-03-2013 17:20:08
  A     A     A  
 

Faleceu hoje, aos 84 anos, no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, vítima de várias complicações de saúde e da idade avançada, João Honrado, conhecido militante comunista e ativista contra o regime de Salazar. Natural de Ferreira do Alentejo, João Honrado esteve ao todo 13 anos preso nos calabouços da ditadura. “Preso em Abril de 1947, libertado em Junho de 1947. Preso em Janeiro de 1949, libertado em Setembro de 1951. Preso em Novembro de 1952, libertado em Agosto de 1954. Preso em Abril de 1962, libertado em Agosto de 1970. Preso em Março de 1974, libertado em Abril de 1974”, pode ler-se no resumo biográfico que lhe corresponde no livro Presos Políticos no Regime Fascista – IV – 1946/48, onde surge lado a lado com nomes como Álvaro Cunhal, Bento Gonçalves, Pedro Soares, Jaime Serra, Francisco Miguel ou António Gervásio.

João Honrado foi também um dos impulsionadores da compra do “Diário do Alentejo” pela então Associação de Municípios do Distrito de Beja, no início dos anos 80, e seu administrador e colaborador. Fundou igualmente a Cooperativa Cultural Alentejana e deixou escritas, entre outras, as obras Textos Alentejanos e Crónicas de Dizer Alentejo. 

O corpo já seguiu para a Casa Mortuária de Beja, junto ao cemitério, onde permanecerá em câmara ardente até às 15 horas de amanhã, sábado, altura em que seguirá para Ferreira do Alentejo, para ser cremado. As cinzas ficarão depositadas nesta vila, sua terra natal. 

À família enlutada o “Diário do Alentejo” endereça as suas mais sentidas condolências. 

 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com