terça-feira
17 de Outubro de 2017 - 08:45
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
O “ser alentejano” é qualquer coisa que a razão dificilmente explica
 
Destaque
Baixo Alentejo apresenta a menor esperança de vida em Portugal continental
 
AGENDA
Secular Feira de castro regressa no fim de semana
semana
 
BA11 abre portas à população++
 
EMAS promove reflexão sobre alterações climáticas++
 
Prevenir e combater o bullying em Aljustrel++
 
IPBeja recebe alunos provenientes de 13 países++
 
Morte no IC1 ++
 
Furto de animais em Moura++
 
Tentativa de homicídio em castro Verde++
 
Teatro para todos na Casa da Cultura++
 
Fundação Multifida em Mértola++
 
Museus Rurais do Sul em colóquio++
 
Piruka, Virgem Suta e DJ Cristian F Animam Ruralbeja++
 
António Zambujo nomeado para um Grammy Latino++
 
 
 
 
 
Portugal Telecom cobra furto e corta meios de negócio a PME de Beja
 
03-01-2013 14:32:03
  A     A     A  
 
Alexandra Cortez Beja


No passado mês de agosto a AC Condomínios é confrontada com uma fatura referente ao mês de julho no valor de 8 039,70 euros em chamadas internacionais com uma sequência massiva de tal forma que no dia 8 de julho de 2012 o n.º 0056451975441 foi discado 40 vezes com uma cadência totalmente irracional.
Veja-se por exemplo que entre as 23:44:44 e as 00:18:58, ou seja em cerca de meia hora, a PT faturou chamadas no valor de 63,943 euros sendo que entre as 00:08:26 e 00:08:35, ou seja em cerca de nove segundos, a PT faturou 14,941 euros, o que revela a existência de uma fraude grosseira com a conivência desta operadora, porque nenhum software seriamente programado poderia permitir tão anacrónico tráfego, a menos que haja interesse nisso, como por exemplo transformar nove segundos em treze minutos e vinte e dois segundos.
Até porque a PT sabe que a AC é uma prestadora de serviços local e sem qualquer historial acerca do uso do serviço telefónico internacional.
A AC perante tão gritante cobrança, entrou de imediato em contacto com a PT, chamando a atenção para o evento, que à priori só poderia dever-se a um erro de faturação por parte deste operadora.
Mas a 11 de setembro de 2012 um email proveniente da PT confirmava que, de facto, as chamadas se teriam realizado, através de um pirata informático e que por isso não assumiria qualquer responsabilidade, uma vez que a central telefónica da AC não foi adquirida nos seus balcões.
Perante tão inacreditável justificação, estava assim declarado um furto, tendo-se de imediato apresentado queixa na polícia de investigação criminal de Beja contra desconhecidos.
Lamentavelmente concluiu-se, portanto, que a PT só protege quem lhe compra os seus equipamentos, o que viola os termos dos seus próprios contratos, por omissão.
Perante esta declaração tão escabrosa a AC recusou o pagamento do furto de origem desconhecida e a PT no dia 31 de outubro, retaliou efetuando o seu primeiro corte do serviço, tendo a AC ficado inibida de fazer chamadas fixas, de fax e do serviço de Internet, ficando assim impedida do uso dos canais tradicionais e avançados de negócio.
Para minimizar tais prejuízos, a AC de seguida procurou no mercado alternativas, tendo a operadora concorrente ficado dependente dos bons ofícios da PT para cedência da portabilidade, o que decorridos 22 dias ainda estava por concretizar, ficando assim a AC impedida de retomar os trabalhos dependentes destes meios de comunicação, causando prejuízos.
Inclusive o ato retaliatório do corte das comunicações fez correr o boato na cidade de Beja, de que a AC iria fechar portas, o que não era de estranhar dada a crise generalizada em que vivem as pequenas empresas. E daí os utentes da AC se assustaram e os possíveis novos clientes se afastaram, procurando alternativas mais seguras.
No entanto a AC ainda que sendo uma pequena empresa com 12 trabalhadoras, deveria merecer maior respeito por este gigante operador monopolista, uma vez que a AC é de boas contas e honrada e está ligada à PT desde 1997 (l5 anos) e a nível de impostos também o é, senão veja-se: em 2011 fez a entrega ao Estado de 42 497 euros em IVA, pagou aos seus colaboradores 126 950 euros em ordenados e teve como resultado líquido uns magros 1 271,76 euros.
E para emagrecer ainda mais estes proveitos, aparece agora um tenebroso adamastor empresarial, ameaçando arruinar uma pequena empresária que tal como tantas outras neste País, tenta dia a dia dobrar o cabo da Boa Esperança, porque não sendo uma entidade exportadora não goza do direto à equidade de que tanto se fala neste País.
E no entanto a PT conhecendo o momento presente, mantém o propósito de validar um saque brutal inquinado de dividendos inconfessáveis, assumindo assim a sua condição de intermediária ao branquear a fraude.
Sem dúvida que se está na presença de um indigno ato que o mais pobre honrado teria vergonha de cometer, pois não passa pela cabeça de nenhum mortal comparticipar em “burla”.
Sem ter que recorrer à velha metáfora “é tão ladrão aquele que vai à horta como o que fica à porta”, cabe à Portugal Telecom tirar as devidas ilações dos seus sistemas informáticos, claramente permissivos em defesa do seu próprio negócio, lícito ou não.
É obrigação da PT provar que os seus serviços prestados estão acima de qualquer suspeita e demonstrar ao público em geral que sendo um prestigiado grupo económico, só visa lucros moral e eticamente limpos e uma grande oportunidade para o fazer, é retificar a fatura/recibo n.º 451005095 que veicula uma fraude que desonra a Portugal Telecom.
Assim o esperamos!

 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com