quarta-feira
13 de Dezembro de 2017 - 09:29
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Cruz Vermelha de Beja coordena emergências no Sul do País
 
Destaque
Claudiu e Cristina: Estes miúdos vão dar que falar
 
AGENDA
A Doçaria Portuguesa – Sul vai ser lançado no Centro Unesco de Beja
semana
 
Cimbal promove ação de formação sobre “Código do procedimento administrativo”++
 
Santiago do Cacém constrói presépio tradicional ++
 
Beja acolhe seminário sobre certificação do pão++
 
“A Árvore dos Duendes das Palavras Mágicas” instalada em Moura++
 
XII Festival Bandas de Beja arranca na sexta-feira++
 
Feira da Vinha e do Vinho regressa a Amareleja de 8 a 10++
 
Espetáculo de Natal do Conservatório Regional ++
 
Um concerto para o Natal pelo Coro de Câmara de Beja ++
 
Mostra de Culturas no IPBeja++
 
GNR de Beja com novo comandante ++
 
GNR de Serpa vai ter novo posto++
 
Beja tem uma nova viatura de emergência e reanimação ++
 
 
 
 
 
Há novas formas de viver o Alentejo
 
09-10-2017 9:56:38
  A     A     A  
 

Sol, calor, praia e campo. No Alentejo há tudo isso e muito mais. Nos últimos anos estão a nascer novas empresas que dão a conhecer o Alentejo real, único, emocionante e cheio de vida. Se, por um lado, as planícies douradas ainda são sinónimo de calma e paz, por outro, também já representam a emoção e divertimento. Estas novas ideias de negócio estão a trazer cada vez mais turistas à região, ao mesmo tempo que geram riqueza local, desenvolvendo parcerias com outras entidades e criando emprego. O turismo está a mudar e os turistas, nacionais e não só, procuram cada vez mais a diferença.

Texto Natacha Lemos


O Dia Mundial do Turismo comemorou-se na passada semana, mais precisamente no dia 27 de setembro. O Turismo de Portugal apresentou dados sobre a matéria. O Alentejo é o destino mais escolhido pelos turistas nacionais, ao passo que o resto do País é visitado por estrangeiros. De acordo com dados apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), sobre a atividade turística durante o mês de julho, registaram-se aumentos das dormidas na maioria das regiões, com destaque para o crescimento no Alentejo (15,3 por cento). Também as dormidas de residentes apresentaram aumentos na maioria das regiões, sendo que o Alentejo se volta a destacar (11,1 por cento). Contudo, as dormidas de não residentes cresceram ainda mais (23,6 por cento). De acordo com o mesmo documento, todas as regiões apresentaram aumentos nos proveitos, com maior evidência para os Açores (27,4 por cento nos proveitos totais e 25,3 por cento nos de aposento) e Alentejo (21,5 e 22,1 por cento, respetivamente).


Turismo sustentável
O Agrotu-rismo dos Xistos, localizado na Herdade do Monte da Ponte (na estrada para Mértola, antes de Vale de Açor), faz fronteira com a ribeira de Terges e Cobres. São 50 hectares de natureza pura e dura, onde o montado marca presença. 
Paula Conduto, arquiteta de profissão, é a responsável por aquilo que chama de “casa de campo de cada um”. Há cerca de 10 anos percebeu que afinal o Alentejo, na sua vertente mais profunda e genuína, não era assim tão conhecido, nem pelos portugueses, nem pelos estrageiros, e adaptou à sua propriedade um novo conceito de agroturismo. Um espaço sustentável, onde é possível apreciar a biodiversidade e a natureza preservada e respeitada. 
“Temos um bosque, onde há plantas e animais selvagens, onde se podem colher ervas aromáticas, que mais tarde podem vir a ser parte da refeição que os visitantes irão saborear”, conta esta empresária, salientando que “a vida é feita de momentos” e é precisamente isso que os Xistos proporcionam aos visitantes: momentos.
Além do alojamento (com seis quartos), produzem gado na herdade. Exclusivamente raças autóctones, como bovinos da raça alentejana e ovinos da raça merina. O visitante pode alimentar os animais, fazer o circuito da lã, aprender sobre plantas, entre muitas outras coisas.
Trata-se de um conceito em desenvolvimento e que no fundo é um ”turismo sensorial, de emoções”, onde a sustentabilidade económica, ambiental e social são os princípios. E já é um espaço de referência ao nível nacional, depois de ter arrecadado, nos últimos dois anos, o galardão “Green Cork”, promovido pela Associação da Bandeira Azul, que premeia espaços onde a sustentabilidade impera.
Os Xistos receberam ainda uma menção honrosa nos prémios Alentejo 2016, promovidos pelo Turismo do Alentejo – ERT, como “melhor alojamento de turismo em espaço rural”, apenas três meses depois de terem aberto as portas.
Um dos grandes objetivos, conta Paula Conduto, é a “abertura de portas à comunidade, e para o efeito já estamos a desenvolver diversas parcerias com entidades locais”, nomeadamente com pequenos produtores de produtos regionais, que podem ser visitados pelos turistas. 

Apaixonados por Serpa
A Serpa Lovers é uma empresa recém-constituída por um jovem casal que deixou a cidade, cansados dos barulhos e da agitação. Optaram por viver em Serpa. Vera Zemp e o marido, Gregor (suíço), pouco conheciam a região, mas olhavam para o Alentejo com olhos de quem vê o paraíso.
“Fomo-nos apaixonando por Serpa. E se, num momento inicial, pensávamos que pouco haveria a fazer no Baixo Alentejo, que teríamos que sair com frequência para irmos à procura de cultura, que precisamos de sair da monotonia adormecida da planície dourada, rapidamente percebemos que aqui, o acesso à cultura era muito maior – e mais barato! –, que se podia viver e com qualidade”, conta a empresária.
O enamoramento acabou por se transformar em negócio e no Dia Mundial do Turismo, dia 27 de setembro de 2016, abriram as portas do Serpa Lovers. 
O conceito passa pela essência das coisas, das pequenas grandes coisas que se vivem e fazem no Alentejo, em especial em Serpa. O objetivo não é mostrar o que o turista quer ver, mas sim a nua e crua realidade. À semelhança do Monte dos Xistos, também desenvolveram parcerias locais, que “mostram o que fazem melhor: do carvão ao queijo, do vinho ao azeite, do cante ao património”. 
“Serpa tem características imbatíveis: uma natureza extraordinária, um clima super favorável e umas gentes como não há igual! Serpa veste-se de branco e muda de cor a cada estação do ano. Tem um povo que canta porque está feliz e porque está triste. Há cante, há alma, há respeito pela tradição e vontade de inovar”, comenta Vera Zemp. 
No que toca a visitas, neste primeiro ano, o turista nacional é o que mais procura a empresa, seguido do espanhol, mas também “registámos visitantes do norte da Europa, especialmente Suíça, Alemanha e Holanda”, e curiosamente, neste verão, contaram com a visita de “uma dezena de pessoas provenientes da Austrália”.


Desportos de aventura em Mértola
Em Mértola descobrimos a Pureland, uma empresa de animação turística que realiza uma série de serviços ligados à natureza e aos desportos de aventura. Bruno Costa é um dos sócios da empresa e destaca que a localidade tem visto “crescer o número de unidades hoteleiras e que tem registado um aumento do número de dormidas, tornando-se necessário que as pessoas tenham algo para fazer”. Descidas em kayak no rio Guadiana, passeios de jipe, iniciação à canoagem, stand up paddle, bem como outras atividades ligadas à natureza, e ainda a realização de eventos, são as atividades que desenvolvem.
A localização de Mértola, em especial o Parque Natural do Vale do Guadiana, é o ponte forte desta empresa criada em 2012. “A paisagem natural é fantástica e o rio que permite realizar atividades de canoagem e também iniciação ao stand up paddle. Também o património cultural, que é vastíssimo, bem como a praia fluvial na Mina de São Domingos, ou a própria gastronomia, são condições diferenciadoras da região”, diz, acrescentando ainda que o “património mineiro é outro polo de atração muito procurado pelos visitantes”.
Também Bruno Costa regista um aumento do número de pessoas a participar nas atividades organizadas pela empresa: “Temos pessoas de várias nacionalidades e também temos muitos clientes nacionais que nos procuram”.
A Pureland nasceu com o intuito de realizar uma série de atividades ligadas ao rio Guadiana, nomeadamente as descidas de rio em kayak, mas tem vindo a aumentar ao longo dos anos a sua oferta de serviços. “Realizamos atividades de teambuiding para empresas, jogos e atividades de paintball, atividades com cordas, passeios de motocross, torneios de futebol e outros eventos”, conclui.





 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com