sábado
23 de Setembro de 2017 - 15:25
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Emanuel Garcês: Vai muito para lá do dinheiro a luta dos enfermeiros
 
Destaque
Querer é poder
 
AGENDA
Mostra de Artes de Rua anima Sines até amanhã
semana
 
Jerónimo de Sousa em Beja++
 
Sismo sentido em Barrancos++
 
Candidaturas para “Aldeia dos Sonhos”++
 
castro Verde participa na reunião da Rede Nacional de Reservas da Biosfera++
 
Santo André exige passagem pedonal++
 
Cebal promove “Um dia com …”++
 
Outeiro do Circo marca presença no Heritales++
 
Jornada do Património Cultural Imaterial do Alentejo ++
 
Autoridade Marítima alerta para cuidados com caravelas-portuguesas ++
 
Detetor de trovoadas instalado em Serpa++
 
Trabalhador morre em Odemira++
 
“Águas passadas” em exposição na EMAS++
 
 
 
 
 
Autoridade Marítima alerta para cuidados com caravelas-portuguesas
 
07-09-2017 11:26:23
  A     A     A  
 

Depois de na passada semana, uma criança ter ficado ferida na sequência de um contacto com uma caravela-portuguesa, numa praia de Sines, a Autoridade Marítima, tem vindo a sensibilizar a comunidade balnear sobre os cuidados a ter nas praias e zonas do Domínio Público Marítimo, no que se refere aos cuidados a ter com as águas-vivas (também conhecidas como medusas ou alforrecas) e caravelas-portuguesas, indicando como proceder em caso de avistamento e/ou contacto com estes animais. ​De acordo com a Autoridade Marítima “estes animais têm tentáculos que podem libertar um líquido, potencialmente urticante e perigoso. Este veneno serve para paralisar pequenos animais, dos quais se alimentam, ou como mecanismo de defesa.
O contacto com uma água-viva pode produzir irritação na pele e até queimaduras ou outras reações graves e prejudiciais”. Já a caravela-portuguesa “vive na superfície do mar graças ao seu flutuador cilíndrico, azul-arroxeado, cheio de gás. Os seus tentáculos podem atingir 30 metros e o seu veneno é muito perigoso. Quando o banhista avistar este tipo de animal deve afastar-se, evitando o contacto. Se sentir uma picada, deve sair rapidamente da água, dirigindo-se de imediato ao nadador-salvador.
 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com