quarta-feira
13 de Dezembro de 2017 - 09:28
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Cruz Vermelha de Beja coordena emergências no Sul do País
 
Destaque
Claudiu e Cristina: Estes miúdos vão dar que falar
 
AGENDA
A Doçaria Portuguesa – Sul vai ser lançado no Centro Unesco de Beja
semana
 
Cimbal promove ação de formação sobre “Código do procedimento administrativo”++
 
Santiago do Cacém constrói presépio tradicional ++
 
Beja acolhe seminário sobre certificação do pão++
 
“A Árvore dos Duendes das Palavras Mágicas” instalada em Moura++
 
XII Festival Bandas de Beja arranca na sexta-feira++
 
Feira da Vinha e do Vinho regressa a Amareleja de 8 a 10++
 
Espetáculo de Natal do Conservatório Regional ++
 
Um concerto para o Natal pelo Coro de Câmara de Beja ++
 
Mostra de Culturas no IPBeja++
 
GNR de Beja com novo comandante ++
 
GNR de Serpa vai ter novo posto++
 
Beja tem uma nova viatura de emergência e reanimação ++
 
 
 
 
 
Aljustrel suspende pagamento às Águas Públicas do Alentejo
 
16-06-2017 16:40:07
  A     A     A  
 

A ocorrência frequente de “problemas graves com o abastecimento de água ao concelho de Aljustrel”, serviço fornecido pela Águas Públicas do Alentejo, estão a deixar o município descontente. Através de um comunicado, a câmara dá conta de que os problemas são vários e sempre com prejuízo para a população: entre 23 a 31 de maio, período em que a Águas Públicas do Alentejo realizou a higienizações dos depósitos de água, “que se têm verificado carências graves ao nível do fornecimento de água, havendo, inclusive, algumas zonas que ficam frequentemente privadas de água em largos períodos do dia”. De acordo com a autarquia, “basta ocorrer uma rotura na conduta adutora ou uma avaria na estação elevatória de Rio de Moinhos para não haver abastecimento à população, visto que a Águas Públicas do Alentejo não está a conseguir manter os níveis dos depósitos”. Devido a este problema, a Câmara de Aljustrel avança mesmo para o incumprimento contratual por parte da empresa, com efeitos imediatos, “pelo que a autarquia deixará de proceder ao pagamento deste serviço até que as situações supracitadas sejam resolvidas de forma definitiva e o abastecimento de água às populações seja realizado de acordo com o contrato firmado entre a Agda e o município de Aljustrel”. A Lusa contactou a empresa, que “remeteu para mais tarde eventuais reações aos problemas denunciados e à acusação feita pela Câmara de Aljustrel”.
 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com