sábado
18 de Novembro de 2017 - 10:08
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Luís Santana: Administrador da Cofina tem o Baixo Alentejo no coração
 
Destaque
Apesar da seca qualidade da água ainda não preocupa
 
AGENDA
Especialistas debatem viola campaniça, cante ao baldão e despique
 
 
Vila Alva homenageia vítimas do “dilúvio” de outubro de 1944
 

A galeria da Casa da Buganvília, em Vila Alva, no concelho de Cuba, acolhe entre os próximos dias 3 e 21 de outubro “a memória de uma tragédia e das suas vítimas”, numa exposição intitulada “Esquecidos”. No dia 3 de outubro de 1944, “uma medonha trovoada abateu-se sobre as vinhas de Vila Alva. Lá, na horta do ‘Perna à Roda’, onde se juntam as ribeiras de Malcabrão e de São Bartolomeu, Fernando Palma e outras quatro pessoas ultimavam o lavar dos cestos, depois de mais uma campanha de vindimas, quando uma infeliz convergência de fatores transformou aquela tempestade numa imensa tragédia. Naquele fim de tarde, Fernando Palma, sua mulher, Isabel Branco, o vinheiro António Pacheco e a mulher, Ana Ovelha, juntamente com Romão de Brito, perderam a vida, arrastados pela força das águas”. Passados 73 anos, “Esquecidos” pretende “devolver memória e homenagear as vítimas do ‘dilúvio’ de 3 de outubro de 1944”. A exposição, apresentada por Fernando Estevens e João Taborda, conta com uma pintura em acrílico sobre contraplacado de madeira e seis painéis temáticos. O texto da folha de sala é assinado por Francisca Bicho, comissária da exposição, e tem como título “Recordando os esquecidos de 1944”. No dia 7 de outubro, pelas 17 horas, no Centro Cultural de Vila Alva, terá lugar ainda uma conversa com o tema “Entre os esquecidos das vinhas e as vinhas esquecidas”, moderada por Francisca Bicho.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com