terça-feira
17 de Outubro de 2017 - 10:29
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
O “ser alentejano” é qualquer coisa que a razão dificilmente explica
 
Destaque
Baixo Alentejo apresenta a menor esperança de vida em Portugal continental
 
AGENDA
Secular Feira de castro regressa no fim de semana
semana
 
BA11 abre portas à população++
 
EMAS promove reflexão sobre alterações climáticas++
 
Prevenir e combater o bullying em Aljustrel++
 
IPBeja recebe alunos provenientes de 13 países++
 
Morte no IC1 ++
 
Furto de animais em Moura++
 
Tentativa de homicídio em castro Verde++
 
Teatro para todos na Casa da Cultura++
 
Fundação Multifida em Mértola++
 
Museus Rurais do Sul em colóquio++
 
Piruka, Virgem Suta e DJ Cristian F Animam Ruralbeja++
 
António Zambujo nomeado para um Grammy Latino++
 
 
 
 
 
Museu


Núcleo da Oralidade – Museu da Ruralidade

Localizado na rua de Santa Madalena, em Entradas (Castro Verde), o Núcleo da Oralidade do Museu da Ruralidade procura contribuir para a salvaguarda do património imaterial do Campo Branco e, em particular, na criação de um espaço de diálogo entre o património material e imaterial, perspetivando o estudo e a promoção da especificidade cultural e social deste território, situado entre as faldas das serras algarvias e os barros de Beja.
Numa área de aproximadamente 500 metros quadrados, este espaço divide-se em três áreas expositivas: a zona de exposições temporárias, onde estão patentes algumas alfaias agrícolas e objetos representativos da ruralidade campaniça; a zona de exposições semipermanentes, onde se poderá visitar a oficina de ferreiro da família Matos, o espólio do último abegão de Castro Verde, algum do espólio do caldeireiro Carlos Lobo e algumas miniaturas de alfaias agrícolas; e na sala de exposições temporárias, atualmente patente ao público está a exposição “Memórias da ruralidade”, uma viagem pelo mundo das profissões rurais através de uma coleção de fotografias dos anos 50 e 60 do século passado, para além de um conjunto de fotogramas de aproximadamente 1908, da autoria de António Francisco Colaço.

Rua de Santa Madalena – Entradas
 286 915 329
GPS 37º46”41,28’ e 8º 00”43,55’
museururalidade@cm-castroverde.pt
 Das 9 e 30 às 12 e 30 horas e das 14 às 18h horas
Encerra às segundas-feiras


Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos

É um espaço museológico que tem como objetivo promover o estudo e a divulgação do tapete de Arraiolos. Possuiu nas suas instalações um centro de documentação disponível para investigadores, estudantes e o público em geral, com monografias, periódicos e catálogos sobre História, Artes Decorativas, Etnografia e Arqueologia. O acervo do museu é constituído por coleções: “Tapetes de Arraiolos”, “Etnográfica”, “Sub-Tenente Piteira” e “Paróquia Nossa Senhora dos Mártires”.
Praça do Município 19, Arraiolos
 266 490 240
 Aberto de terça a domingo, das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas

Museu Municipal de Alter do Chão
Este museu é constituído pelos espaços museológicos da Casa e Jardim do Álamo, do Castelo e da Villa Romana Casa de Medusa. Este último foi descoberto em 1954 e consta de latrinas, algumas fornalhas e diversos hypocausta do complexo termal, pertencente a uma villa romana. Em 1979, 1980 e 1982 foram identificados alguns compartimentos da villa romana com pavimentos de mosaico policromo, decorado com motivos geométricos.
 245 610 004
  De outubro a abril, das 9 às 12 e 30 horas e das 14 às 17 e 30 horas



 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com