segunda-feira
20 de Novembro de 2017 - 06:00
Subscrever feed Add to Google Subscrever num leitor de feeds
 
Destaque
Luís Santana: Administrador da Cofina tem o Baixo Alentejo no coração
 
Destaque
Apesar da seca qualidade da água ainda não preocupa
 
AGENDA
Especialistas debatem viola campaniça, cante ao baldão e despique
semana
 
PCP questiona Governo sobre obras nas escolas de castro e Serpa++
 
Falta de médicos especialistas preocupa PSD++
 
Comoiprel com nova direção ++
 
Marinha faz levantamento hidrográfico no Guadiana++
 
Beja participa no 2.º Encontro Ibérico de Leitores de Saramago++
 
Nomeações no IPBeja++
 
Noite de Fados da Santa Casa da Misericórdia de Beja ++
 
Quarta Noite Colorida da Cercibeja++
 
Centenário da Revolução de Outubro em exposição++
 
Centro de apoio ao imigrante em Serpa ++
 
Câmara de castro aprova redução da Taxa de Participação do IRS++
 
Cortiçol tem novos órgãos sociais para o biénio 2017-2018 ++
 
 
 
 
 
Livros
Elites e educação – O liceu de Évora


Fernando Luís Gameiro estuda, no Alentejo, as transformações verificadas no ensino secundário entre a monarquia e o Estado Novo, quer tenham sido promovidas pelo governo central quer pelas elites locais. Coloca como hipótese que o Alentejo, a menos alfabetizada das regiões portuguesas, dispôs de ensino secundário, centralizado em Évora, ao nível do existente nas zonas de maior dinamismo populacional e económico. Sustenta, pois, que, a partir de 1841, o Liceu de Évora constitui-se, progressivamente, como um espaço público central na região do Alentejo. Essa centralidade persistiu durante um longo período e só enfraqueceu na medida inversa à da instalação do ensino superior, sobretudo com a (re)fundação da Universidade de Évora, em 1973, e de uma maior abertura social do ensino público, traduzida em mais facilidades de acesso e de transição escolar.
Além da pesquisa em arquivos e bibliotecas, a investigação para esta obra, que se desenvolve em sete capítulos, incluiu consulta de alguns dos principais jornais nacionais e também a imprensa regional. A consulta de outra documentação existente implicou um trabalho de inventário, classificação e catalogação que resultou na criação de uma rede de arquivos escolares: a Raeev – Rede de Arquivos Escolares de Évora. Neste âmbito organizou-se também o arquivo do Liceu de Évora, inexistente como tal. Trata-se de uma obra fundamental para um conhecimento sobre o acesso, e a sua estratificação social, ao ensino no Alentejo.






Elites e educação – O liceu de Évora
Fernando Luís Gameiro
Edições Colibri
21,20 euros
440 páginas

 
 
 
 
  • http://www.yakademia.com http://www.artblows.com http://www.sensepam.com/ http://www.footneuf.com/ http://www.bestsextv.com http://www.nyctrio.com/ http://www.sexboxvideo.com/ http://www.sibura.com